sexta-feira, 25 de março de 2011

Criações

Depois de um inicio algo complicado, as coisas compuseram-se e, neste momento, já conto com quase quarenta aves anilhadas, aparentemente, de boa saúde. Resolvi proceder a alguns ajustes, nomeadamente no que toca a alimentação, adicionando à alpista uma mistura contendo sementes negras. Essa alteração visa o desenvolvimento mais rápidos dos jovens canários e o seu fortalecimento. Para além disso, adicionei FP 20-20 na papa e dou, diariamente, complexo B na água.


Este ano tive algumas canárias que não aceitaram bem as anilhas, o que não deixou de me espantar dado que a cor este ano até é mais discreta que as dos dois anos anteriores.


Duas canárias metiam os filhos fora do ninho, mesmo depois de ter disfarçado as anilhas, o que levou a transferi-los para outras canárias. Não tive mesmo outra solução. Este ninho ficou repleto com cinco lizards, felizmente os pais adoptivos não estranharam o aumento inesperado da família e continuam a alimentar bastante bem.

No ninho em baixo três féos amarelos com dois dias de vida. Como se nota um puro e dois portadores. Continuam a nascer mais portadores que puros, espero que, ao menos, os que nascem tenham qualidade.

Esta é a altura do ano onde o canaricultor tem que dispender mais tempo, porque para além dos afazeres normais, é necessário substituir os ovos verdadeiros por falsos, colocar anilhas, tirar apontamentos, verificar os ninhos e o desenvolvimento dos jovens canários, palitar as aves mais débeis, etc. Faltam apenas três meses para esta época terminar, sendo a mais entusiasmante é também a mais cansativa.







4 comentários:

Antonio Costa disse...

boas muitos parabens pelo bloge ta muito bom boa sorte para as suas criaçoes


http://avesdocostaacores.blogspot.com/

moranguito_Edu disse...

Olá boa noite,
Vejo que a criação está a correr bem, ainda bem.
Eu também tive alguns precausos, nomeadamente com fêmeas que não agarravam ao choco, fêmeas que colocavam os ovos autenticamente em cima das crias aind estas se encontravam sem muitas penas, efim de tudo um pouco, ainda assim levo 75 aves nascidas, das quais 50 estão anilhadas, algumas estão agora arrancar para a 2ª postura, vamos ver como corre, este ano optei por não dar a palitada, pois com a palitada estava a alimentar as aves boas e as que não eram, assim só sobrevivem as que têm que sobreviver.
Continuação de boas criações!

Abraço

Eduardo Garcia

José Santos disse...

Desde já agradeço a amabilidade do Sr. António Costa e endereço-lhe também felicidades para as suas criações.
Em relação ao Eduardo, estes precalços fazem parte deste hobby e um dos aliciantes é precisamente esse. Os bons criadores também se distinguem ao conseguir ultrapassar os problemas. Relativamente à palitada também não sou grande apologista, tenho dado esse suplemento uma só vez antes das luzes fecharem. Em ninhos onde coabitam féos puros e portadores, se não dermos uma ajudinha aos puros eles vão-se abaixo porque desenvolvem muito menos.

Cumprimentos

Ricardo Ferreira disse...

Amigo, espero que tudo continue a correr bem.
Este ano cá pelos meus lados não me posso queixar, como sabes também não estou a palitar como de habitual.
Penso que é de grande importância darmos germinado todos os dias, sendo essencial para os pequenotes.

Forte abraço e continua...
Ricardo Ferreira.